Uma Onda no Mar

Por Maurílio Mendes, O Mensageiro

Levantado pra página em 18 de maio de 2016

2 desenhos inéditos e mais alguns publicados (em emeio) no ano de 2012.

Comecemos pelos inéditos: Marília e Maurílio foram pra praia. Em 2ª Lua-de-Mel.

Por isso ele fizeram questão de repetir a mesma posição do momento do ‘sim’: com ela entrelaçada ao corpo dele.

Marília loira, e ele moreno, um Homem mestiço, tipicamente brasileiro.

Um Maurílio ‘Gladiador‘, braço tatuado e musculoso, quem sabe um lutador de boxe ou jiu-jitsu.

………….sou forte e delicada

Mais um inédito: Marília com a camisa da Mônica. Com direito a participação do Sansão, claro.

FORÇA E DELICADEZA

Maurílio, como vimos, é um Homem forte, em corpo e Espírito. Marília também é uma Mulher forte e poderosa.

Em Espírito. Mas seu corpo é suave e delicado, totalmente feminino. “Sou Forte, mas também Delicada”, ela resume.

Já desenhei Marília com uma blusa da Minnie, outra personagem dos quadrinhos.

Aí eu fiquei refletindo sobre as diferenças entre o Brasil e os EUA. Quero dizer com isso o seguinte:

Nas laterais vamos abrindo os arquivos e publicando os desenhos de 2012. “Vestido Vermelho de Bolinhas“, fevereiro de 12.

Mônica é, obviamente, a principal personagem de HQ do Brasil. Uma personagem feminina, criada por um Homem.

Um Homem Iniciado, que sabe Trabalhar a Energia Feminina. Já nos EUA, quanta diferença….

Vou falar do ciclo que e conhecia quando lia gibis, não sei como estão os quadrinhos hoje. Mas por todo século 20 a realidade era a que vou descrever.

Os principais personagens de HQ de lá, o arquétipo ianque nessa dimensão, certamente são os de Disney e os Super-Heróis.

Em ambos as Mulheres  são relegadas a papéis periféricos. Pouco mais que servindo de suporte pros personagens masculinos brilharem.

Minnie e Margarida são apenas as namoradas de Mickey e Donald.

E só na última década de século 20 elas puderam ter revistinhas em seu próprio nome, privilégio que a Mônica desfruta desde que surgiu.

cabelo preso ruiva roupa verde Marília prendendo fazendo rabo cavalo depilada blusinha blusa regata alcinhas

“Prendendo meus cabelos” – agosto de 2012.

Aliás, a Minnie e Margarida é negado até o direito de serem mães e esposas.

Ficam eternamente ‘namorando’ sem nunca casar, e as crianças são ‘sobrinhos’. Nem mesmo o papel feminino clássico elas podem representar…

Nos Super-Heróis o mesmo se dá. Na Liga da Justiça o cabeça é o Super-Homem, secundado pelo Batman.

A Mulher-Maravilha é importante, de fato. Porém uma única Mulher no meio de um Panteão Masculino.

Na turma da Marvel (que alias pertence a Disney) o mesmo desequilíbrio se repete.

A única conclusão possível é: o Brasil sabe lidar melhor com a Energia.

Mulher Original

“Eva Negra”: A ‘Mulher Original’, de março de 2012.

Não tem medo de projetar-se de forma feminina e pôr as Mulheres no centro do palco.

Pra que elas brilhem por si mesmas e não como meras auxiliares dos Homens.

Trabalho muito bem feito pelo Mestre Maurício de Souza, e que eu, O Mensageiro, humildemente busco vibrar na mesma pulsação ao dar Vida a ‘Marília’.

Simbolicamente, alinhamos o Super-Homem e a Mulher-Maravilha, com a mesma importância as duas metades da Energia. O Yin-Yan.

marilia mulata

Mais uma Marília mulata, feita um pouco depois da outra, em abril de 2012.

Mais um motivo pra elevar o pavilhão da Pátria Amada aos 4 cantos do continente.

Aliás Marília esteve nos EUA. E na mesma cidades ela viu algumas partes lindas, e outras pavorosas…

Que Deus Mãe e Pai Ilumine a todos os Homens e Mulheres do planeta.

“Ela-Ele proverá”

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s