Portal da Zona Oeste

2 do fim de tarde no Mossunguê e Campina do Siqueira (dir.).

Publicado em 24 de fevereiro de 2015, atualizado a cada nova matéria que produzo sobre a região.

……….

Veja no mapa a divisão da cidade:

Que bairros fazem parte da Z/O, e de todas as outras regiões, com as respectivas populações.

Essa mensagem é um Portal. Campina do Siqueira-Mossunguê - Zona Oeste

Todos os ensaios sobre a Zona Oeste de Curitiba terão suas ligações ancoradas aqui:

Parques & Favelas: o Rio Barigüi (outubro de 2017, reaproveitando material de 2014 e 2011):

Parque Barigüi, com o lago represado do Rio.

Radiografia completa desse rio na cidade. A nascente é na Z/N, e a foz na Z/S.

Ainda assim, o Barigüi É Z/O, é o Rio-Arquétipo da parte ocidental da cidade, por isso fica nessa página.

Rio Barigüi próximo a foz. A esq. Araucária, direita Ctba. (aqui é na Z/S, mas como a matéria está ancorada nesse portal da Z/O segue assim).

A “Cidade Oculta” (setembro de 17): o Santo Inácio é dos bairros menos conhecidos de Curitiba, daí o título.

Um lugar que ainda abriga casas simples sem muro, em terrenos enormes (esq., abaixo) – como toda periferia de Curitiba foi até o começo dos anos 90 mas não mais a muito.

Creio que a melhor referência é dizer que o Parque Barigui (dir.) fica – parcialmente – no Santo Inácio.

“Passando no Arco-Íris”: Dom Augusto virou Augusta (julho de 16):

Lamenha Lins (veja logo abaixo) criou a Colônia Augusto, homenagem ao neto de Dom Pedro.

Sabe-se lá porque depois resolveram pôr o nome no feminino Augusta. Nesse bairro está o pôr-do-sol mais bonito de Curitiba, no Parque Passaúna (esq.).

Vamos pro Oeste: Felicidade é isso !!!” – O encontro do Casal Santo da Z/O, Santa Felicidade e seu vizinho Santo Inácio (maio de 2014).

parque passaúna ctba augusta z/o lagoa água reflexo pôr-do-sol céu crepúsculo limpo nuvens entardecer anoitecer árvore palmeiraParte do S. Inácio. Outra parte registrei na mensagem já ligada acima.

“E Lamenha Lins criou a Z/O” (agosto de 2010):

A povoação da porção ocidental da metrópole começou com a criação de diversas colônias agrícolas, em 1876 (na foto em preto-&-branco).

Por ordem desse pernambucano que foi governador do Paraná (e do Piauí também, anteriormente).

É bela mas é fera: Cidade Industrial. A região das Vilas Conquista e Sabará (imagem a esquerda), e um breve relance na V. Barigüi (julho de 15).

hibisco rosa flor vila sabará periferia cic z/o ctba morro quebrada subúrbio conquista céu nublado nuvens duplex pobreza sem acabamento tijolo pintura obraAbordo na mesma mensagem uma onda de invasões no vizinho bairro do São Miguel.

 – O Sol se põe no Oeste: Mercês, Bigorrilho (na foto a dir.: Super-Clássico – o ‘Grand Canyon de Prédios’ da Padre Anchieta), Campina do Siqueira e Mossunguê num belo fim-de-tarde de outono (mais fotos no topo da página, março de 2014).

 – “Bem perto do Céu”: Apertem os cintos, vamos subir pro“Teto da Cidade”, a Vista Alegre (março de 2015). No mesmo ensaio está o vizinho Pilarzinho, que já fica na Zona Norte.

Nessa matéria está mostrado o entorno do Alto Rio Barigüi, perto da nascente. Eu sei que o idioma português já aboliu as tremas, aqui vai de retrô a grafia antiga.

Rio Barigüi CIC x FazendinhaBarcos e Prostíbulos’: A origem dos nomes do Batel e Bigorrilho, 2 bairros vizinhos que juntos formam o coração da parte mais rica da cidade (julho de 2010). Entre as Zonas Central e Oeste.

Mais tomadas da Z/O (clique sobre que elas aumentam): 1) Bigorrilho; 2 e 3) a Vista Alegre atrás do parque, vilas humildes semi-rurais, com criações de galinhas e milharal.

Alice Tibiriçá - Bigorrilho Zona Oestevista alegre madeira z/o parque tingui zona oeste ctba periferia pobreza favelamilharal plantação chácara rural vista alegre z/o zona oeste ctba

Terminal Campina do Siqueira, buso no ponto final do Sabará e Rio Barigüi no Pq. Tingüi.

Zona Oestesabará cic buso caio apache ctba z/o alimentador laranja ponto final noite ramal placa mário jorge vidro para brisas lonactba rio barigui parque tingui z/n z/o pilarzinho vista alegre são joão árvore

Vila Barigüi na Fazendinha, invasão de 2015 no São Miguel e escola Colônia Augusta.

Vila Barigüi Fazendinha Zona Oeste32015 invasão são miguel z/o ctba favela pobreza quebrada subúrbio barracos bosque árvore corbélia sabará ponto final céu barro lama pista molhada rua terra nublado nuvens eternitescola

Deus proverá  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s