Guarapuava: Sul do Paraná, Sul do Brasil

Centro - Guarapuava6

Centro de Guarapuava (2011)

Por Maurílio Mendes, “O Mensageiro”

Publicado em 2 de dezembro, 2011

As fotos da neve foram baixadas da internet, eu não estava lá nesse momento. Identifico-as com um (r) de ‘rede’.

As demais foram tiradas pessoalmente por mim.

Em novembro fui pela primeira vez a Guarapuava.

Dentre as cidades paranaenses com mais de 150 mil habitantes, era a única que eu não conhecia.

Jd. das Américas-Guarapuava2

Jd. das Américas

Não dá para dizer que agora ‘conheço’.

Afinal cheguei, andei um pouco de carro em alguns subúrbios, dei uma volta a pé no Centro e retornei.

Mas pelo menos já estive lá. Tem 164 mil habitantes e fica no Centro-Sul do Paraná.

Além disso, como coloquei no título, é uma cidade típica do Sul do Brasil, tanto em clima quanto em cultura.

Explico: o Norte do Paraná é bastante quente e foi povoado por brasileiros do Sudeste do país, no caso paulistas e mineiros majoritariamente.

Pq. do Lago Centro

Pq. do Lago, Centro

A cidade de minha mulher, Siqueira Campos, chamava-se originalmente ‘Colônia Mineira’.

Entre seus habitantes com mais de 60 anos, mais da metade é natural de Minas Gerais. Por isso o Norte Pioneiro é a região que tem mais negros no estado.

Pois eles têm enorme presença em Minas, o que comprovei quando fui a BH.

 Quem já foi para Jacarezinho sabe o que estou dizendo.

Centro - Guarapuava1

Centro

Voltando a falar dos mineiros de todas as raças, alguns deles vieram a pé para o Paraná, dormindo literalmente na beira da estrada, numa peregrinação que durou vários meses.

Os mais abastados vieram de carroça – veja você como tudo é relativo, a carroça pode ser sinônimo de riqueza, não é mesmo?

Seja como for, os mineiros enviaram essa primeira leva de colonos para o Paraná, mas agora cessou a imigração.

Já de paulistas ainda continua – é sabido que a Grande São Paulo está perdendo população para o interior do estado.

23/07/2013: nevasca em Guarapuava (r).

Pois bem, por termos práticos muitas vezes o Norte do Paraná, o Velho e o Novo, são considerados interior de São Paulo.

Paulistas tanto de classe baixa como de alta continuam a vir residir nas maiores cidades do Norte paranaense, devido a proximidade com a divisa.

Por isso, como é notório, a maior torcida de Londrina e Maringá é a do Corinthians, e a segunda, do São Paulo.

Além disso o clima na região é muito quente, bem parecido com o Oeste paulista que lhe é vizinho. Esse é o Norte do Paraná.

……

Centro - Guarapuava5

Centro da cidade

Nosso foco aqui é o contrário, é o Sul do estado, região em que Guarapuava é a maior cidade. Falei do Norte exatamente para, por oposição, vocês entenderem como é o Sul.

É completamente o oposto. Tanto em clima quanto em cultura, Guarapuava é Sul do Brasil.

O Paraná é o Brasil na micro-escala: o Norte é parecido com o que está ao norte, o Sul reflete melhor a região meridional do país. Londrina, por exemplo, em espírito é Sudeste do país.

Centro - Guarapuava

Flores no Centro

Para quem conheceu como Curitiba era até o começo dos anos 90, assim ainda é Guarapuava. Até 20 anos atrás, a capital paranaense era bem diferente do que é hoje.

Foi nas décadas de 90 e 00 que Curitiba se integrou de fato ao Brasil, que sua periferia se tornou similar com a de São Paulo, Brasília, Recife e Porto Alegre

A capital gaúcha mesmo sendo bem mais ao Sul já era muito mais parecida com as outras cidades brasileiras, Curitiba é que era diferente.

Esse processo de mudança de perfil da cidade é simbolizado pelo Bairro Novo (Sítio Cercado, Zona Sul Jd. das Américas-Guarapuavade Curitiba).

Aqui o que importa é que Curitiba mudou muito, hoje sua periferia se parece com outras Brasil afora, o que não ocorria até duas décadas atrás.

Então, a periferia de Guarapuava ainda não mudou. Ainda é a periferia estilo do Sul do Brasil, não se parece com a periferia de Piracicaba ou Jaú (interior de SP), por exemplo.

……..

Jd. das Américas-Guarapuava3

Aqui e a direita, acima: Jardim das Américas, periferia de Guarapuava. Notem as casas de madeira, e a pobreza as vezes aguda.

Não quero dizer com isso que não há pobreza, ou que essa seja menor.

Bem ao contrário. As cidades do Sul do Brasil têm muita pobreza, todas elas. Há muitas favelas, e Guarapuava não é exceção.

Fui num bairro – Jardim das Américas – bastante depauperado, onde as pessoas primeiro pensam em sobreviver. As imagens falam melhor que as palavras.

E essa situação que se repete em todas as cidades do Sul.

Para quem não conhece o Sul em suas entranhas, eu explico. No Sudeste e Nordeste, as favelas e periferias são de alvenaria e não há quintal. No Sul (embora a miséria seja a mesma, friso de novo) as casas são de madeira e com grandes quintais.

Guarapuava1

Periferia

Conheço em detalhes essa manifestação, pois presenciei a mudança de Curitiba. Mudei para cá em 1980, com 2 anos.

Em minha infância, digamos até a primeira metade dos anos 90, as casas do subúrbio daqui eram como acabei de descrever:

A maioria de madeira, com quintais enormes, dava para jogar bola neles, e sem muros.

O terreno onde morei em Santa Cândida, Zona Norte, mede 12 x 30 m. Hoje os terrenos loteados são 7 x 17, ou ainda menores. Estão inclusive surgindo lotes de apenas 4 metros de frente. Isso mesmo. O que é comum em SP há tempos agora se consolidou aqui também.

Guarapuava

Guarapuava

Alias, sempre frequentei muito a capital paulista, incluindo sua periferia, então dá uma excelente base de comparação.

Nos anos 80, lá era o exato oposto daqui. Em SP, muitas casas empilhadas umas em cima das outras, sempre em alvenaria.

Não existe casa de madeira no Sudeste e Nordeste brasileiros, com poucas exceções.

guarapuava-2013[1]

Guarapuava, 2013: deu até pra fazer bonecos de neve (r).

Tocando nesse ponto: onde tem casa de madeira na América? E onde não tem?

……….

Voltando a falar de SP, anos 80. Não havia casas de madeira, mas haviam, claro, muros e grades por toda parte.

Mesmo na classe média em São Paulo há muito as casas não tem quintais, lá esse é um luxo só dos ricos.

Enquanto no Sul até nas favelas as casas tem quintais (escrevi tudo isso para chegar nesse ponto), o que sintetiza a diferença entre o Sul e as demais regiões do país.

Parque do Lago

Parque do Lago

Então, Curitiba até duas décadas atrás era uma cidade tipicamente sulista. Já não é mais.

Embora ainda hajam muitas casas de madeira, a cidade se adensou muito, e nos novos loteamentos o cimento vem predominando sobre a madeira.

Mesmo o clima mudou. Até os anos 80, os invernos eram longos e gelados, com muitas geadas severas. Em 2011 foi assim de novo, é fato, mas depois de uma década de invernos curtos e praticamente sem geadas.

UniCentro

Campus da UniCentro.

Guarapuava, entretanto, ainda é sulista. Até por estar na região mais fria do estado.

Confira mais uma volta pelo Sul do Paraná, dessa vez a Rio Negro, que faz divisa com Mafra-SC. Muito do que eu vi em Guarapuava se repete lá, e não sem motivo, é a mesma região.

(Nota escrita em 2015: Guarapuava é muito, mas muito mais fria que Curitiba, e aqui já é a capital mais fria do Brasil. Exemplificando pela neve.)

(Em Curitiba é raro, nevou em 1976 e depois só em 2013, intervalo 37 anos portanto. Guarapuava nunca fica mais de uma década sem nevar.)

V. Carli-Estados1

Região da V. Carli-Estados, perto da universidade.

(Mais intenso no tempo. E também no espaço. A nevasca de 2013 em Curitiba foi de moderada pra fraca.  Ao norte do Centro praticamente nada.)

(Aqui no Boqueirão, Zona Sul, um pouco, mas bem esparso, a gente nem sabia se era mesmo neve ou granizo.)

(Só caíram flocos grandes o suficiente pra forrar no chão na extremidade sul da Grande Curitiba. Pinheirinho, Sítio Cercado, Araucária, Fazenda Rio Grande, São José dos Pinhais, etc. )

busão - Guarapuava

Micro-ônibus no ponto. No fim do texto eu falo mais sobre isso.

(Em Guarapuava, inversamente, a nevasca foi forte.  Ao ponto de você afundar seu pé nela. Fizeram grandes bonecos, o que não foi possível aqui.)

(Numa outra atualização eu acrescentei algumas fotos da nevasca guarapuavense, que baixei da rede.)

………..

(Encerra-se a nota, volto ao texto original de 2011.)

Centro-Parque do Lago

Parque do Lago.

Em Guarapuava, em julho, é comum a temperatura marcar negativo, o que em Curitiba hoje é bem raro. E passei em uma área recém-invadida na beira da linha do trem:

Até os barracos tem quintais. Resumo da ópera:

Guarapuava é Sul do Brasil tanto no clima frio quanto no urbanismo, nossa pobreza tem estilo próprio, o que não significa que seja menos miserável.

….

Falemos um pouco mais da cidade. Releve se por vezes a qualidade das fotos não saiu das melhores.

Patria Amada

Bem no Centro há um pavilhão de nossa Pátria Amada, exatamente onde ele deve estar: acima de tudo e abaixo de nada

Quase todas foram tiradas do carro em movimento, eu fiquei poucas horas lá então fiz o que foi possível. além do mais choveu em boa parte do tempo.

Como em João Pessoa-PB, há uma lagoa bem no Centro da cidade. Em Guarapuava há uma área verde, chamada Parque do Lago.

Assim como no caso das carroças acima, veja como tudo é relativo. Em Guarapuava o Parque do Lago é a parte mais bonita da cidade, seu cartão postal.

Há um Parque do Lago em São Paulo também. É bem no subúrbio, no Jardim Ângela, no extremo da Zona Sul – estive lá também. Bem distinto do seu homônimo guarapuavense.

………..

Vejamos algumas tomadas do Centro da cidade. Clique sobre que elas aumentam, o mesmo vale pra todas.

Centro - Guarapuava3Centro - Guarapuava7Centro-Parque-do-Lago1

Nota-se que há um pouco de pichação em Guarapuava.

………

Alto da XV

Alto da XV

Em Guarapuava há um bairro chamado Alto da XV, que tem o mesmo nome de um bairro de Curitiba.

O motivo é o mesmo: a Rua XV de Novembro, que começa no coração da cidade (em Guarapuava, exatamente no lago do Parque do Lago) e vai cortando-a rumo a periferia.

Ao subir um morro ao lado do Centro, se torna o “Alto da XV”. Outros bairros guarapuavenses que espelham similares curitibanos são Boqueirão, Jardim das Américas e Batel.

Batel, alias, é o time de futebol local. Já teve dias melhores. Nos anos 80 e 90 esteve na primeira divisão do estadual. Decaiu, e hoje luta pra sobreviver.

Av. Manoel Ribas 29

Av. Manoel Ribas

………..

Passei perto de uma área recém-invadida (tão nova que não aparece na imagem do Google Maps) no bairro Cascavel.

(Nesse texto, “Cascavel” se refere sempre ao bairro de Guarapuava, e não a cidade que o nomeou, que fica 250 km mais a oeste.)

Eis a prova. se é que era necessária: no Sul do Brasil até os barracos de favelas tem quintais. É na beira da linha do trem. Fora a favela, Cascavel é um bairro de periferia mas totalmente urbanizado.

Vamos ver essa invasão recém-surgida (isso em 2011, quando produzi essa mensagem) e a seguir divisa entre o bairro Cascavel e o vizinho Jardim das Américas, Guarapuava.

favela Cascavel Guarapuavabairro Cascavel - GuarapuavaCascavel-Jd. das Américas Gpuava

Passando sob a linha do trem, há o portal que o separa do Jardim das Américas. Bairro dos Estados Guarapuava

Nesse trecho da via não há asfalto e rua está em péssimo estado de conservação. Já viram fotos do Jardim, é um bairro bem de periferia, entre os mais pobres de Guarapuava.

……………

Em outra parte da cidade constatei que há uma Cohab de pombais em construção no bairro Primavera. E a esquerda, acima, um prédio em construção no bairro Estados.

Centro - Guarapuava4

Centro: cidade florida.

Ambas mostram que a cidade vem mudando de perfil.

Até agora, quase não há prédios na periferia da cidade, os edifícios são quase todos altos, no Centro e de classe média-alta.

Típico de uma cidade menor do interior. Então, Guarapuava recentemente passou a marca dos 150 mil habitantes, caminha para ser uma cidade média.

Por isso, começam a surgir prédios na periferia, mais baixos, sem elevador, para classe média-baixa.

Ou mesmo para classe operária mesmo, no caso da Cohab, que está sendo construída fora da cidade, expandindo a urbe para onde era campo, processo que tem se repetido muito aqui em Curitiba também.

Vila Carli Guarapuava………..

O ginásio da Vila Carli. O sobrenome ‘Carli’ ficou tristemente famoso em 2009, quando o então deputado estadual Carli Filho se envolveu num acidente de trânsito que matou dois jovens. 

Uma pressão popular se formou, e Carli Filho acabou renunciando.Rodovia

Os Carli são de Guarapuava. Até por isso há um bairro com seu nome. A Vila Carli, como o Estados, é um bairro de periferia mas totalmente urbanizado e civilizado.

Bairro Industrial-Guarapuava……….

Guarapuava é cortada pela BR-277, que liga Paranaguá a Foz do Iguaçu via Curitiba, como visto a direita.

O Centro e a maior parte de Guarapuava estão ao sul da BR. Primavera e Industrial ao norte. Bairro Industrial-Guarapuava1

Acima e ao lado cenas do bairro Industrial.

Primavera é periferia, mas não miserável, predomina a classe média-baixa.

Industrial é um bairro novo, ainda em formação, resultando que a infra-estrutura ainda está por construir.

………..

Vejam as paradas de ônibus.ponto V. Carli Guarapuava

Em Guarapuava há uma plaquinha indicando a linha que passa por ali.

Presenciei que num deles está escrito “Linha 25 – Boqueirão” (abaixo), em outro “Linha 06 – Vila Carli” (direita).

ponto BoqueirãoEm alguns casos há cobertura, em outros não, mas a placa está sempre ali.

………

Em Guarapuava está sediada a UniCentro, Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná. Próximo de seu campus estão a Vila Carli e o bairro Estados.

parque-do-lago-guarapuava

Parque do Lago branquinho, coberto por um tapete de neve, 2013 (r).

Vejam que Guarapuava começa a contar com aquelas quitinetes de aluguel, muito comum nas cidades maiores.

É parte do processo de se tornar uma cidade de porte mais robusto, como citei acima.

Presenciei que em Joinville-SC está ocorrendo o mesmo:

Antes inexistente, essa manifestação de alguém que constrói diversas unidades habitacionais minúsculas em seu terreno – sempre sem alvará – também está se tornando frequente.

……

É isso aí. Do Parque do Lago às casas de madeira do Jardim das Américas, isso é Guarapuava.

Centro - Guarapuava2

Uma banca de lanches (com emblema da Pepsi). Manifestação típica do interior.

Sul do Paraná, Sul do Brasil.

………

Fechamos com mais cenas da cidade:

As 2 primeiras são da Av. Manoel Ribas;

Depois duas tomadas a partir da BR;

e por fim capturas diversas, naquele chuvoso 15 de novembro de 2011.

Av. Manoel Ribas 1Av. Manoel Ribas3V. Carli-EstadosV. CarliResidencial 2000Residencial 2000

“Deus proverá”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s