Não há metrô, trem, corredor ou articulado; mas há ‘Jardineiras’: o transporte no Paraguai

americano bicudo chassi caminhão jardineira municipal assunção paraguai buso ônibus velho azul verde branco vermelho mercedes roda pintada vidro preto janela embaixo metropolitano interno

Jardineira, o “Ônibus Americano”: no Paraguai há muitos ainda na ativa.

Por Maurílio Mendes, “O Mensageiro”

Publicado em 30 de maio de 2013

Segue a série sobre o Paraguai.

Vamos falar do transporte coletivo na Grande Assunção.

Todas as fotos são dessa cidade, feitas pessoalmente por mim em maio de 2013.

Em Assunção não há metrô, trem lotação ou bonde moderno. O único modal é o ônibus.

anoitece - Centro

Anoitece no Centro de Assunção.

Ainda há muitas e muitas jardineiras na ativa.

Trata-se de chassi de caminhão encarroçado pra transporte coletivo, inclusive com a o capô do motor ‘bicudo’, saltado pra frente – veja a foto, é o próprio 11-13 Mercedão que está ali sem tirar nem pôr.

Tecnicamente a jardineira é um caminhão, apenas a carroceria é coberta e tem bancos e portas pra levar gente ao invés de carga.

americano bicudo chassi caminhão jardineira assunção paraguai buso ônibus vermelho mercedes roda pintada janela embaixo 3 estrelas várias muitas emblemas decorado

Centro de Assunção, 3 estrelas da Mercedes ao invés de só 1. Confira  essa e muitas outras peculiaridades do transporte na América e Ásia

Eis o “Ônibus da América”.

No Brasil ele não pegou, e praticamente não existiu por aqui. Nos EUA e Caribe ele é comum, mas apenas pra transporte escolar.

Pra linhas normais de passageiro não há nos EUA.

E no Caribe (mesmo onde se fala espanhol, como Cuba, Rep. Dominicana e Porto Rico) existe mais é raro

Porém na América Central Continental (México incluído) e toda América do Sul ele predominou absoluto até os anos 90.

Toda ela: Panamá, Colômbia, Equador, Bolívia, Chile, Argentina, Uruguai, Paraguai. Se é Centro e Sul-América e fala castelhano, lá estavam as jardineiras levando o povão.

Nas últimas 2 décadas, entretanto, esses países resolveram modernizar sua rede transportes, e abandonar esse veículo. Afinal ele é um caminhão encarroçado, desconfortável ao extremo pro transporte de gente.

Hospital Centro de SL

Alfa brasileiro em São Lourenço, Z/L metropolitana

Nas capitais da Argentina, Chile e Uruguai ele predominou por décadas, mas já não existe mais no transporte urbano regular.

Ainda há alguns remanescentes nos fundões do interior, e nas metrópoles maiores fazendo ‘escolar’ ou linhas rurais

Agora na década de 10 esse processo avança, e Panamá, Colômbia, Paraguai, entre outros, também começam a eliminar as simpáticas porém toscas jardineiras.

……….

Lambaré quase divisa ZS

Bairro de classe alta em Lambaré, Zona Sul da Grande Assunção

Os ônibus novos comprados pro transporte urbano de Assunção, Bogotá e Cid. do Panamá (entre outras metrópoles, nesses países citados e em outros) são como predominam no Brasil, Europa e outras partes:

‘Cara-chata’, com chassi projetado especialmente pro fim de levar gente, e não carga.

Entretanto obviamente a renovação completa toma tempo, levará uma década ou mais pra que todas as jardineiras saiam de circulação.

Crepúsculo Centrão

Centro da cidade, fim de tarde.

Tanto no Paraguai (2013), México (12) e Colômbia (11) eu vi e andei aos montes nesses bichões, que colonizaram a América e fizeram ela ser o que é.

No México, Colômbia e Rep. Dominicana as jardineiras são encarroçadas sobre caminhões ianques. No Paraguai predominam os Mercedes-Benz.

……….

Voltando a falar especificamente da Grande Assunção, existem muitas jardineiras mas já não são maioria, como foram até pouco tempo. Os ônibus cara-chata iguais aos do Brasil já predominam.

buso ex rio janeiro carioca assunção paraguai importado levado português letreiro niterói piratininga são lourenço san lorenzo z/lAlias boa parte da frota do Paraguai, em todos os modais, é brasileira, sendo importada por meios lícitos ou não. Nos ônibus não é diferente, se vê muitos Caio, Marcopolo, Busscar, etc.

Veja na foto a esquerda, flagrei em Assunção um busão que antes operava a linha Piratininga em Niterói-RJ. Nem sequer tiraram o letreiro.

A passagem é única e custa 2 mil guaranis (o texto é de maio de 13), tanto faz se for municipal de Assunção, metropolitano ou municipal dos subúrbios. Isso dá 1 real, incomparavelmente mais barato que no Brasil, portanto.

conjunto VE ZS

Conjunto recém-construído na Vila Elisa, extremidade da Zona Sul metropolitana. Um subúrbio pobre e muito afastado. Mas veja: as casas não têm muro. A violência urbana é baixa no Paraguai.

Pagar um preço fixo nos ônibus foi uma bênção pra mim, que não sou falante nativo de espanhol. Assim eu simplesmente dava o dinheiro ao motorista e pronto.

No México a tarifa não é fixa, depende do trecho utilizado. Assim quando eu subia no coletivo o motorista me perguntava até onde eu ia, e eu não conhecia o suficiente a cidade pra responder.

Quando lia no para-brisas que a linha passava por uma estação de metrô, dizia que desceria na mesma, e se não falava que iria até “o ponto final”.

O que já gerava estranheza, posto que ninguém responde dessa forma, ficava evidente que eu não era dali e não conhecia nada.

linhas ônibus placa transporte buso assunção paraguai ponto parada

Nas principais avenidas da Grande Assunção há essas placas indicando quais linhas passam por ali.

Na Colômbia, a tarifa é fixa em cada linha, mas há diferença entre as linhas:

O expresso (lá o Trans-Milênio, que são os ônibus articulados que vão por canaletas [corredores] exclusivos) tem um preço, os alimentadores (que são feitos por micros) outro.

Se for integrado ao Trans-Milênio (em Bogotá, que não tem metrô) ou ao metrô (em Medelím, que quando eu fui lá não tinha corredores de expresso, agora tem) é um valor, se for não-integrada, outro.

Leia matéria completa que fiz sobre o transporte colombiano.

Zona Central Assunção5

Zona Central de Assunção

Além disso, tanto no México como na Colômbia as linhas metropolitanas são mais caras que as municipais. Assim como no Brasil, nesse quesito:

Se a distância percorrida é maior, o valor desembolsado sobe proporcionalmente.

Alias, em algumas linhas das regiões metropolitanas brasileiras há também esse sistema de vários patamares de tarifas no mesmo ônibus:

Centro fim de tarde

Bem no Centro, as margens do Rio Paraguai. Amplie pra ver a caminhonete branca da polícia que protege o palácio presidencial. A polícia do Paraguai não é militarizada como no Brasil, Colômbia, México, República Dominicana e Chile.

Você paga conforme a quilometragem que usa. Quando passa a catraca o cobrador pergunta aonde você vai descer. E te dá um bilhete de acordo com o trecho utilizado, eles têm cores diferentes.

No metrô de Valparaíso-Chile é assim também. Nesse caso específico, tem que ter um bilhete eletrônico pra utilizar esse modal.

Há catracas eletrônicas nas estações. Você encosta o cartão pra liberar a roleta, tanto pra entrar quanto pra sair.

O computador calcula quantas estações você utilizou, e faz automaticamente o desconto da tarifa correspondente. Se você não tiver crédito suficiente, ele libera tua saída mesmo assim, mas você fica em débito.

Quando tentar entrar de novo tem que saldar o que faltou da viagem anterior, ou aí sim a catraca trava tua entrada no sistema.

ponto final Lambaré ZS

Ponto final de algumas linhas em Lambaré, Zona Sul metropolitana.

………..

No Paraguai não há nada disso. É somente no busão, sem integração, e tarifa única pra todos, em todas as viagens.

Quer você vá de ônibus 5 ou 6 quadras até o bairro seguinte ou viaje mais de 15 km, da ponta do subúrbio ao Centro da metrópole.

……….

esgoto a céu aberto

Esgoto corre a céu aberto no Centro do subúrbio de São Lourenço

Na República Dominicana, Colômbia e México há modais mais avançados que o ônibus normal:

Metrô e trens (nos 3) e ônibus articulados em vias exclusivas (esse modal a Rep. Dominicana não dispõe). Mas também há modais piores:

Vans e combis são infinitamente comuns, e elas são pequenas, é péssimo pra você circular dentro, não dá nem pra ficar de pé, um horror, só quem usa sabe, e eu usei, pra saber por mim mesmo.

No Paraguai, não existem vans ou combis, felizmente. Se não há metrô ou ônibus articulado, ao menos não há esses veículos menores, totalmente inadequados pra transporte de massa.

……….

passagens ônibus buso tíquete papel assunção paraguaiEm Assunção não há cobrador (essa profissão só existe no Brasil, se quer saber), você paga ao motorista e recebe esse comprovante de papel.

A maioria dos ônibus não tem qualquer catraca, é só no papelzinho visto ao lado.

Zona Central picho de futebol Cerro

Pichação da torcida do Cerro no Centro de Assunção.

Aí você tem que entrar pela frente pra pagar, mas na hora de descer pode ser pela frente ou por trás, tanto faz.

Oficialmente é proibido desembarcar pela dianteira, mas amplamente utilizado, especialmente nas linhas menores, nos bairros mais afastados.

Alguns ônibus, entretanto, tem duas catracas, uma em cada porta, pra impedir que alguém entre por trás sem pagar. Aí você tem que descer por trás pois a catraca não gira ao contrário.

carro merced z/l estrada rodovia buso jardineira assunção paraguai

Dois Mercedes pontiagudos, típicos dessa nação: a frente um carro, paixão paraguaia, e atrás uma jardineira, no Paraguai ainda há muitas. Foto tirada na Rodovia nº 2, na Grande Assunção

Não existem ônibus de 3 portas no Paraguai, só de 2.

Também não há qualquer tipo de integração. Desceu de um ônibus, paga valor integral pra entrar em outro.

A tarifa é barata, por outro lado. Não há cartão eletrônico no Paraguai, e muito menos terminais. Cada um por si, e sempre pagando em dinheiro.

………..

O sistema de ônibus urbanos em Assunção (no Paraguai como um todo, pois na Cidade do Leste é igual) é similar ao de Buenos Aires-Argentina:

Rodovia 2 fernando mora estrada z/l placa trânsito tráfego buso vermelho assunção carro mercedes branco moto placas fachadas anúncios comércio tigre lojas paraguai

Rodovia 2, em Fernando de la Mora, Zona Leste

Cada empresa opera uma linha, e pinta seus veículos como achar melhor. Além disso, cada motorista decora o seu local de trabalho com seu gosto pessoal.

É uma característica de toda América hispânica. Vejam o interior de um deles, todo enfeitado.

A única diferença é que já muito tardiamente em 2011 Buenos Aires inaugurou um moderníssimo corredor com ônibus articulados, ligando o Centro a Zona Oeste.

Seguindo o exemplo de toda a América Latina, e na verdade de todo o planeta, pois em todos os buso decorado assunção paraguai dentro interno salãocontinentes esse modelo de “ônibus expresso” criado por Curitiba vem sendo implantado.

O Paraguai ainda aguarda o dia que fará parte da modernidade. Lá, repetindo, não há canaletas exclusivas, articulados, nem integração de qualquer tipo.

Há planos de se fazer um eixo ligando o Centro de Assunção a parte mais populosa de sua região metropolitana, a Zona Leste, passando pelos municípios de Fernando de la Mora e São Lourenço, via Rodovia Nacional nº 2.

S. Lourenço ZL metro

Rua com chão de pedra irregular em S. Lourenço. Esse revestimento é o padrão do Paraguai, capital e interior, uma herança alemã, e presente no interior do Sul do Brasil.

Fiz esse trajeto a pé, dá uns 15 km. Vai ficar bom, Assunção precisa e muito desse melhoramento. Espero que saia do papel.

……………

Encerrando toda esse questão dos transportes, reparei que no Paraguai muita gente não usa cinto de segurança, e nas motos viajam sem capacetes.

No México, Rep. Dominicana e Colômbia é exatamente igual.

…………

Centro de São Lourenço ZL metro

Centro de São Lourenço, Z/L

Nesse ponto, o Brasil está muito a frente de todos eles.

Aqui, embora haja sempre alguns reticentes, a grande maioria adotou esses procedimentos tão simples e que melhoram tanto a segurança de quem anda de carro e moto.

No Chile igualmente as pessoas usam os equipamentos de proteção.

São Lourenço Z-Leste Metropolitana1

Centro de São Lourenço, Z/Leste metropolitana: essa linha 49 corta toda a Grande Assunção, faz um arco pelo subúrbio sem passar pelo Centro. Se fosse em Porto Alegre seria o TM-5, e em Curitiba o Colombo/São José. Atrás mais uma jardineira.

Outra coisa. No Paraguai, moto é meio de transporte familiar, e não individual. Muito comum ver famílias inteiras se espremendo numa motocicleta.

O marido dirigindo, a mulher atrás, entre eles mais uma ou duas crianças, e na traseira ainda via mais uma criança, agarrada a mãe. 4 ou 5 pessoas, todos sem capacete.

……….

Falemos das fotos espalhadas pela matéria. Nem sempre a descrição corresponde a imagem que está mais perto, busque pelas legendas.

Na sequência abaixo é mostrado o subúrbio metropolitano de São Lourenço, Zona Leste. O trânsito, a cidade florida, e um riacho muito maltratado com todo tipo de detritos.

Centro de SLSão Lourenço Z-Leste Metropolitana2esgoto a céu aberto e lixo SLCentro SL ZL metrocomércio Centro SLassunção paraguai san lorenzo São Lourenço Z/L riacho árvore rio Metropolitana

……………….

ônibus municipal SLAo lado observam que repeti a penúltima foto da sequência em escala maior:

Um ônibus normal cara-chata e a frente mais uma das famosas jardineiras. “Interno” no para-brisas significa “municipal”, ou seja aquela linha não sai do território de São Lourenço.

Como detalhe, nessa foto o carro que está em primeiro plano (placa LYK sobre fundo preto) é argentino. Assunção faz fronteira com a Argentina, então é comum ver veículos do vizinho país por lá.

Estamos de volta a Zona Central do município de Assunção, o Distrito Federal. São doisvitória brasileiro Av. JK ZCônibus brasileiros, ambos da Caio. A direita na Avenida Juscelino Kubitschek um Vitória, e abaixo um Alfa.

Onde há 4 veículos azuis parados juntos, estamos agora em Lambaré, Zona Sul metropolitana.

É o ponto final de uma linha, onde os bichões aguardam a hora de dar mais um ‘pega’.

Zona Central - alfa brasileiroMuitas cenas da Zona Central de Assunção, algumas delas ao crepúsculo. 

Mago”, membro da torcida organizada do Cerro Porteño, deixou sua marca no muro. 

……………

Na sequência horizontal a divisa (e imediações) entre os municípios de Lambaré e Assunção, na Zona Sul, que também é a divisa entre os Departamentos (estados) Central e Capital.

Lambaré quase DFdivisa Capital x Centraldivisa Lambaré x DF

…………

Riacho poluído e com lixo VM ZLOnde veem a placa da Avenida Cacique Lambaré, ela é exatamente o limite.

Do lado da rua que estou, é Lambaré. Na região capturada pela imagem, é Assunção.

Veem a entrada do Monte Lambaré, aquele bonito parque de onde se tem uma vista maravilhosa da cidade e do rio.

Em várias partes da Grande Assunção há esgoto a céu aberto, como também há no Brasil. E tanto no nosso país como nesse vizinho os riachos e rios também estão poluídos. Riacho poluído e com lixo VM ZL1

Observem a esquerda e direita outro córrego, igualmente maltratado com todo tipo de sujeira

Esse fica na Vila Morra, um bairro de classe alta, entre as Zonas Leste e Central, no município de Assunção.

………..

placas de ruaEsquerda:

Uma praça recém-gradeada e as placas de rua, padronizadas em toda Grande Assunção.

Alias, como já foi dito, esse marrom com flechas brancas é o padrão em todo Cone Sul, na Argentina e Chile é exatamente igual.

Novamente um bairro abastado de Lambaré, bem próximo da divisa com o Distrito Federal. 

S. Lourenço ZL metro4

S. Lourenço, Zona Leste metropolitana

Esses sobrados geminados tem se tornado muito comuns, as construtoras estão investindo nesse nicho pra classe média alta. Mas sempre voltados pra via pública.

Não há condomínios fechados no Paraguai, por hora. Posto que a violência urbana é muito, mas muito mais baixa que no Brasil, Colômbia, Chile, México, África do Sul e EUA.

Vemos também outra parte da Zona Sul da Grande Assunção, mas no outro extremo dela, um bairro bem pobre no fim da cidade, no município de Villa Elisa. Um conjunto habitacional recém-entregue. 

anoitece - Centro1Note que as casas não tem muros, o que demonstra que o nível de violência não é tão assustador, e isso mesmo nos subúrbios mais distantes e esquecidos.

Repetindo uma que já foi postada em outras mensagens, a Rodovia Nacional nº 2 em Fernando de la Mora, Zona Leste metropolitana.

Algumas (acima e abaixo) imagens da Zona Central, algumas delas com um belíssimo Céu Azul & Rosa que se formou ao entardecer.

Clique sobre as imagens que elas aumentam, o mesmo vale pra todas.

Centro Velho1Zona Central1Céu Azul & Rosa AssunçãoZona CentralZona Central Assunção4Zona Central Assunção1Zona Central Assunção3Zona Central Assunção

anoitecer no Porto de AssunçãoAssim fechamos com chave de ouro. O astro-rei encerra mais um ciclo de Trabalho, e nós também.

Que Deus Pai-Sol/Mãe-Lua Ilumine a todos. 

Ele-Ela proverá”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s