Caio Mondego sanfonado PBT da Viação Colombo (ex-BH): quebrando 6 tabus de uma vez só

colombo1

Quando chegaram, no final de 15, foram pra linha Ctba/Colombo via Rodovia da Uva. Só operavam nos picos da manhã e tarde.

Por Maurílio Mendes, O Mensageiro.

Derradeira postagem de 2015, publicada no último dia do ano.

Vejam o que eu li no sítio Ônibus de Curitiba (de onde veio a maioria das fotos):

A Viação Colombo (que atende o município homônimo, na Zona Norte da Grande Curitiba) comprou usados de Belo Horizonte-MG dois articulados Caio Mondego com piso baixo.

A princípio, como diz a legenda, deslocados pra ajudar no pico da Ctba/ Colombo via Rod. da Uva (‘Estrada Nova’). Só nos horários de pico, no meio do dia ficavam recolhidos na garagem.

troncal bege eletrônico articulado pbt buso metropolitano ctba z/n caio mondego letreiro colombo piso baixo ex era bh viação terminal roça grande junho 2015 06/15

Vamos ver 3 tomadas de minha autoria: a partir de junho/16 na nova linha Guadalupe /Roça Grande, agora operando o dia inteiro.

Em junho de 16, o Terminal Roça Grande foi reformulado, e após uma década de espera enfim passou a ser um terminal de verdade:

Com linha-tronco operada por veículos pesados, e as demais alimentadoras, ao invés de um monte de radiais que se sobrepunham.

Fomos conferir essa mundança, claro. E adivinhe quais foram os ‘carros’ que foram deslocados pra nova linha Roça Grande/Guadalupe?

tótem ônibus transporte metropolitano ctba z/n colombo terminal roça grande junho 2015 06/15

Roça Grande: custou mas saiu!!!

Os articulados, obviamente. Entre eles os dois que vieram de Minas. E agora eles circulam o dia inteiro, pois há demanda pra tanto.

Esses dois Caio chegaram com tudo, quebrando 6 tabus de uma vez só:

São os primeiros articulados piso baixo da história da Grande Curitiba, incluindo o sistema municipal da capital;

São os primeiros Caio Mondego da história da Grande Curitiba;

troncal bege eletrônico articulado pbt buso metropolitano ctba z/n caio mondego letreiro colombo piso baixo ex era bh viação terminal santa cândida roça grande junho 2015 06/15

Dentro de um, vendo outro: estou vindo pro Centro no 23400 que peguei no Roça Grande. Em sentido contrário passa o 23401, os dois busões que vieram de Minas.

Há muito, mas muito tempo mesmo que a Viação Colombo não comprava Caio;

As empresas de Curitiba e região não têm o costume de comprar veículos usados, só zero km.

Por isso a decisão dessa viação causou grande espanto, embora não haja nada demais, os ônibus estão em bom estado e é isso que importa;

Já houve no passado alguns piso baixos convencionais, ou seja não-articulados. Só que foram raríssimos, contados nos dedos de uma mão.

garagem

Voltam as imagens baixadas da internet: na garagem da Viação Colombo, ainda com a pintura que usavam em Minas.

E há longuíssimo tempo saíram de circulação. Portanto a re-introdução desse modal que facilita o embarque dispensando o elevador é mais um tabu que se quebra;

– Se tudo fosse pouco, depois de décadas a Grande Curitiba volta a ver ônibus sem o vidro traseiro, com esse espaço fechado com material semelhante a lataria.

………….

Atualização (set.16): na verdade é o seguinte: a prefeitura de Curitiba não permite a entrada de ônibus usados no sistema.

Até fev.15, ela controlava – e controlou por 2 décadas – tanto o sistema municipal quanto o metropolitano.

14-bh

Atual 23401 da Colombo, antigo 02 na Estação Vilarinho, em Belo Horizonte.

Por isso por décadas não houveram ‘carros’ de 2ª mão por aqui. Mas desde então por uma rixa política o transporte metropolitano voltou pro governo estadual.

Desde então, a Grande Curitiba tem sido inundada por veículos usados em bom estado.

Especialmente articulados, mas há pelo menos um caso de veículo pitoco, não-articulado. Fiz matéria específica sobre isso, confira.

Volta o texto original: Curitiba tem fama de ser ‘extremamente inovadora’ no transporte coletivo. É 99% propaganda, 1% realidade. Há muito que o sistema daqui deixou de inovar, assim parte pra grossa lavagem cerebral pra encobrir esse fato.

13-bh

Mato a cobra e mostro o pau: eis o atual 23400 da Colombo operando em M. Gerais. ‘Cid. Administrativa’ é a sede do governo estadual, no extremo norte de BH. Até pouco tempo atrás tinha essa pintura exclusiva, diferente do resto do sistema. Não mais. Com a chegada do ‘Move’, as linhas pra Cid. Administrativa viraram alimentadoras, compartilhando a mesma pintura das demais. Crédito mantido: essa e outras fotos extraídas do sítio Ônibus Brasil.

Não há integração no cartão – exceto em pouquíssimas linhas, só 1 delas central e de grande demanda.

Não se constroem novos terminais, ou seja não se ampliam as opções de integração.

As obras da Linha Verde Norte/Leste estão paradas há 8 anos, sem previsão de retomada.

A simples reforma do Terminal Santa Cândida se arrasta há 3 ou 4 anos,

Enquanto isso o Ligeirão Norte não é implantado, mesmo os tubos estando desalinhados.

Não há nenhum ônibus com ar-condicionado, e creio que nenhum com rede de internet (‘wi-fi’) – no estado de São Paulo é comum esse serviço mesmo em ônibus urbano.

E também não há atualmente nenhum veículo com piso baixo. Como dito acima, houveram pouquíssimos no passado, mas já saíram do sistema. Agora há colomboesses 2 articulados ex-BH.

Não sei se são ‘Piso Baixo Total’. Por isso a sigla PBT que pus no título pode estar tecnicamente incorreta.

 Mas como todo o vagão dianteiro e mais parte do traseiro são piso baixo, creio que já dá pra dizer que seja ‘total’.

………..

colombo2Fazia muito tempo que não vinham pra cá veículos usados. Então agora voltaremos novamente a ver placas que não se iniciam com ‘A’ rodando no sistema. Nesse caso específico a inicial é ‘H’.

Nos anos 80 a Colombo foi grande cliente da Caio. Mas há décadas a viação preferia não adquirir mais essa marca.

Os últimos modelos que ela comprou desse fabricante foram os Alfas, nos já distantes anos 90, que já saíram da frota. Depois a Colombo deu preferência a Marcopolo, Comil, e mesmo a finada Busscar.colombo

Na Grande Curitiba poucas viações são clientes da Caio.

A Redentor municipal, Santo Antônio (essa também de Colombo) e a Leblon/Nobel de Fazenda Rio Grande (Zona Sul metropolitana) são algumas das que são fiéis a marca.

Mas uma boa parte das empresas opta por não mais adquirir ônibus dessa encarroçadora paulista. A Colombo era uma delas, mais um tabu se vai.

colombo1

Vidro dos fundos tampado, outra característica que retorna a Gde. Curitiba depois de décadas. E com capelinha eletrônica traseira, que aqui só havíamos visto em testes.

Mesmo quem compra Caio por aqui nunca havia adquirido nenhum Mondego.

Em São Paulo existem aos milhares, e são infinitamente abundantes também em Santiago do Chile, entre outras metrópoles.

Mas na Grande Curitiba é inédito.

Ou seja: os Mondegos ‘chegaram chegando’. 6 tabus derrubados. Meia dúzia de coelhos numa tacada. Superou até o Hibribus.

Isso que é ‘mineirinho come-quieto’ . . . Uai, sô!!!

Mais Busologia: ‘Zebrinhas’ de Brasília, ‘Seletivo’ em Curitiba, ‘Básico’ em SP, ‘táxi-lotação’ em Poa, etc.

zebrinha-df

Zebrinha-Brasília

Aproveitando o embalo, atualizei várias postagens com muitas e muitas fotos de ônibus.

Nessa que nós falamos do micro Carolina, fiz grande ampliação mostrando as ‘Zebrinhas’ da Capital Federal, os ‘Seletivos’ da capital paranaense e os ‘Táxi-Lotação’ da capital gaúcha.

Na verdade é o mesmo serviço, micro-ônibus com 1 porta, mais confortáveis, em que só se viaja sentado. Os três surgiram próximos, na virada dos anos 70 pra 80.

Porém em Brasília e Curitiba foram descontinuados, só em Porto Alegre permanece.

Kombi_1977

Porto Alegre, 1977: o ‘Táxi-Lotação‘ começou com Kombis.

Coloquei tantas fotos e informações novas que é praticamente uma nova mensagem. Vale a pena conferir.

……….

Outras atualizações:

Frota Pública de Curitiba, antes de depois. Diversas imagens acrescentadas. O texto entretanto não mudou.

E agora várias mensagens em que pus algumas fotos novas, porém poucas em cada uma.

municipalizado azul

Azulzinho “Básico” em São Paulo???? Esse até eu fiquei conhecendo agora!!! Foto vinda da Revista Portal do Ônibus.

– ‘Saia & Blusa’: os ônibus paulistanos.

– Mais Transgenia busófila. Em Rondônia até retro-escaveira anda de ônibus.

E nas 3 sobre Curitiba:

– ‘Leste, Norte, Oeste, Sul e Boqueirão‘: municipais dos anos 80.

Metropolitanos antes da padronização, em pintura livre.

– E como eles ficaram logo após a 1ª padronização do começo dos anos 90 até hoje. roxo colombo lona buso metrop caio vitória padrão scania colombo nova viação z/n ctba guadalupe rodoar anos 90 requião

Por exemplo, por que esses articulados da Viação Colombo são beges?

A princípio os busos pra lá eram roxos, como comprova a direita.

“Deus proverá”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s